VIA

    Ações > Varejo > VIA > Relatório > Via (VIIA3): Ação subiu 11,3%! Entenda os bastidores!

    Publicado em 22 de Setembro às 10:46:38

    Via (VIIA3): Ação subiu 11,3%! Entenda os bastidores!

    Esqueceram de mim? Não vou a lugar algum!

    Através de fato relevante, a Via divulgou ao mercado que atingiram a marca de 100k sellers em seu marketplace. Reforçando o discurso de que “2021 será o ano do marketplace da Via”, a companhia passou de 10k para 100k vendedores na plataforma em apenas 9 meses, superando a estimativa inicial de 90 mil em 2021. A evolução do número de SKU’s (Variedade de Produtos) na plataforma também segue crescendo de forma expressiva: de 3 milhões no início do ano para 33 milhões em setembro, em grande parte devido ao destravamento do processo de onbording. Eles ainda destacam que a plataforma será apoiada por serviços de créditos e soluções financeiras, gerando maior recorrência, fidelização dos clientes e aumento de LTV (Life Time Value).

    O anúncio foi bem recebido pelo mercado,com suas ações encerrando o dia com uma valorização de 11,28%. Entretanto, vale lembrar que as ações da companhia estão com uma desvalorização média anual de -46%, acompanhando o desempenho negativo do setor como um todo.

    O que justifica a queda das empresas de e-commerce e o que esperar para frente?

    Semana passada, divulgamos um relatório detalhando o porquê da recente queda das ações da Magazine Luiza (Link). O desempenho inferior observado nas empresas do setor reflete mais o cenário macroeconômico do que qualquer fundamento específico delas. Como destacamos no relatório, enxergamos o futuro incerto como o grande empecilho. Em um cenário de juros elevados, é normal observarmos uma queda no valor das ações devido ao aumento do retorno esperado pelo acionista. Quanto maior a taxa de juros, maior será o retorno esperado. Assim, os fluxos de caixa futuros serão descontados a uma taxa maior, reduzindo o valuation da companhia. Se tratando ainda do setor de consumo discricionário, a taxa de juros elevada pode resultar na redução do consumo, impactando também sua receita futura. Ao somarmos isso a um ambiente extremamente competitivo com diversos novos entrantes buscando aumentar suas participações no mercado, podemos começar a entender o porquê dessa queda.

    Ao analisarmos os fundamentos da Via neste último ano, observamos uma empresa que aumentou sua liquidez, melhorou sua operação, ganhando marketshare e entregando resultados consistentes para a analisarmos como um case de crescimento ao invés de um turnaround (Para ler sobre os resultados detalhados do 2T21 da Via, clique aqui). Mesmo assim, quando olhamos a performance de suas ações nesse mesmo período, observamos uma desvalorização acumulada de -46% contra os -7% do Ibovespa.

    Fique de olho! São em momentos de incertezas que surgem grandes oportunidades! Achamos exagerado a reação recente do mercado, ainda mais ao considerarmos tudo que a companhia tem a entregar, além de ser negociada a múltiplos 4x menores que a líder do setor, mesmo possuindo relativamente o mesmo número de vendedores na plataforma. A bolsa de valores costuma ser mais impactada por incertezas do que fatos! Nessas horas cabe ao investidor reavaliar sua estratégia, bem como os fundamentos e perspectivas futuras da empresa. Contanto que nada tenha sido estruturalmente alterado, cria-se a oportunidade de comprar bons ativos por valores muito atrativos.

    Acesse o disclaimer.

    Leitura Dinâmica

    Recomendações

      Vale a pena conferir