B3

    B3

    • Comprar

      [B3SA3]

      Preço (13/05)

      R$ 11,90

      Preço Alvo

      R$ 16,00

      Potencial

      34,45%

    • comprar

      Indicação

      Ticker

      [B3SA3]

      Preço (13/05)

      R$ 11,90

      Preço Alvo

      R$ 16,00

      Potencial

      34,45%

    Fundado

    1890

    IPO

    2007

    Bolsa de Valores

    Ibovespa

    CEO

    Gilson Finkelsztain

    Sede

    São Paulo, SP

    Setor

    Financeiros

    Descrição

    A B3 é uma empresa de infraestrutura de mercado financeiro. Dentre os serviços que presta estão criação e administração de sistemas de negociação, compensação, liquidação, depósito e registro para todas as principais classes de ativos. Além disso, atua como contraparte garantidora de operações, presta serviços de central depositária, e no segmento de financiamento de veículos, realiza registros de contratos e anotações de gravames.

    Resumo da Tese

    A tese de B3 na nossa visão é construtiva. A redução da taxa de juros estrutural vem estimulando o mercado de capitais com a entrada de novas empresas e crescimento acelerado do número de investidores. O número de pessoas físicas com conta na B3 já atinge 4m de pessoas, tendo saído de 500k em 2017. A B3 têm uma vantagem competitiva relevante com uma grande verticalização dos serviços de infraestrutura de mercado, prestando serviços de trading (intermediação de compra e venda) e post-trading (custódia) em múltiplos segmentos, mitigando a entrada de novos competidores no mercado. A B3 oferece serviços para a negociação de ações, títulos de renda fixa e derivativos, por exemplo. Contudo, as agendas regulatórias de maior competição no mercado financeiro geram o risco de entrada de novos players no segmento da B3. A narrativa de maior competição pressionou a ação ao longo de 2021. Vimos uma agenda de maior competição, por exemplo, no mercado bancário. Nele o regulador contribuiu através de uma agenda regulatória favorável para o surgimtno de fintechs.

    Outro fator que contribuiu para pressionar o preço da ação de B3 foi o aumento das taxas de juros no curto prazo, com a selic voltando a superar os 2 dígitos no início de 2022. O aumento das taxas de juros tende a desacelerar a expansão do mercado de capitais no curto prazo, prejudicando a tese de longo prazo da B3. Contudo, as iniciativas de diversificação e ampliação das receitas B3 podem contribuir para a continuidade da expansão de receita e resultados da B3. Dentre as iniciativas podemos destacar: (i) a aquisição da Neoway, maior empresa de big data e analytics do Brasil; (ii) diversos lançamentos de ETFs de criptomoedas; (iii) participação ativa para aprovação do voto plural que cria ações com direito a múltiplo votos (super shares) e deve ajudar a conter o crescente número de listagens de empresas brasileiras no mercado norte-americano; (iv) investimento na Pismo Holdings, plataforma techfin de processamento de serviços financeiros na nuvem; (v) investimento na Dimensa, empresa da Totvs de softwares de gestão de back-office para empresas do segmento financeiro; (vi) expansão do RLP para novos ativos que ajudam as corretoras a lucrar e estimular esses mercados, e; (vii) permissão de listagem de BDR’s de empresas brasileiras, antes proibida.

    Considerando o core bussiness estruturado, estratégia de diversificação e ampliação de receitas e valuation atrativo reiteramos a nossa recomendação de COMPRAR para B3. Do lado negativo, a nossa tese construtiva para a B3 veio sendo atrapalhada pelo recorrente crescimento de potenciais litígios, um cenário macroeconômico desafiador com eleições presidenciais em 2022 e a narrativa de risco de competição. Apesar do grande volume de litígios, na nossa avaliação a chance de se materializarem ainda é baixa.

    Relatórios

    Ordem
    Analistas
    • Filtrarescolha um ativo
    • Analistas
    • Tipo
    • Ordem

      Nenhum relatório foi encontrado