CVBI11

VBI CRI

  • Valor Patrimonial

    R$ 1.052.787,00
  • Número de Cotas

    10.516
  • Valor Patrimonial por cota

    R$ 100,11
  • P/VP

  • Liquidez Média Diária

    R$ 35.391.624,87
  • Último Rendimento

    R$ 1,12
  • Dividendo (12 meses)

    R$ 12,53
  • Dividend Yield

R$ 0,00

Hoje 0.00%

Comprar
Recomendação
R$ 104.00 ~ 104.00
Preço Alvo (12m)
%
Potencial Médio
  • Gestora

    VBI Real Estate

  • Administradora

    BRL Trust DTVM

  • Tipo de Gestão

    Ativa

  • Tipo de FII

    Recebíveis

  • Tipo de ANBIMA

    FII TVM Gestão Ativa

  • Público-Alvo

    Público em geral

Descrição

É o fundo de CRIs da VBI Real Estate. Sua estratégia de investimento se baseia na aquisição de CRIs com boa relação de risco x retorno. Os critérios de investimentos adotados são: i. Diversificação por segmentos para reduzir os riscos setoriais, ii. Investimento máximo de 10% do PL por ativo imobiliário, iii. Máximo de 25% do PL em ativos subordinados, iv. Até 25% em uma única região metropolitana, com exceção de São Paulo, e v. Rating mínimo para investimento BBB (investment grade).

Características do Fundo

Sua carteira de CRIs possui garantias robustas e colchão de liquidez para cumprir suas obrigações. A estratégia se divide em ativos high grade e high yield, trazendo uma relação positiva entre risco e retorno.

Hoje o CVBI11 está alocado em 35 CRIs somando R$ 880 milhões e R$ 113 milhões divididos em 6 FIIs de recebíveis, o equivalente a 11% do PL. Na parte de CRIs todos os ativos contam com garantia real e um LTV confortável. Sua maior exposição é no segmento residencial e loteamentos distribuídos por quase todo o território nacional, com exceção da região Norte.

Os CRIs do portfólio possuem, majoritariamente, indexação ao IPCA com spread médio de 7% a.a. e 5 anos de duration. A parte CDI do portfólio equivale a 20% do book de CRI com spread médio de 4,5% e duration de 2,7 anos.

Comentários da Analista

Nossa recomendação se baseia na qualidade das garantias dos ativos em carteira, trazendo maior conforto nas operações com maior risco, além de vermos uma assimetria positiva de risco x retorno.