PÃO DE AÇÚCAR

    Ações > Supermercado > PÃO DE AÇÚCAR > Relatório > GPA (PCAR3) | Resultado 3T23: O operacional veio melhor que o esperado!

    Publicado em 30 de Outubro às 22:37:44

    GPA (PCAR3) | Resultado 3T23: O operacional veio melhor que o esperado!

    Com uma evolução significativa na bandeira Pão de Açúcar, o GPA atingiu uma receita bruta (exc. postos) de R$ 4,7b (+9,5% a/a) no 3T22. A dinâmica veio bem em linha ao que escrevemos em nossa prévia, reportando um aumento de penetração de perecíveis em suas vendas e, consequentemente, elevando a rentabilidade da companhia no período.Além da maior penetração de perecíveis, a margem bruta da companhia foi beneficiada por uma melhora nas negociações comerciais e redução significativa da quebra. Com isso, a rentabilidade bruta cresceu 130bps (+10bps Est. Genial), atingindo 25,1%.O carrego positivo da margem bruta mais do que compensou a leve pressão de um maior nível de despesas, permitindo um aumento de +119bps a/a da margem operacional do trimestre. A margem EBITDA totalizou 7,0% (+41bps vs. Est Genial).Frente a um maior patamar de caixa no período e ao reconhecimento de R$ 221m referentes a atualização monetária, o nível de receitas financeiras foi capaz de amenizar o impacto das despesas financeiras do trimestre.Dado esse efeito, observamos uma pressão menor do que as nossas estimativas sobre a última linha. O lucro líquido continuado do novo GPA Brasil (exc. não recorrentes) foi de R$ 5,0m vs. um prejuízo de -R$ 229m no mesmo período do ano passado.

    Um pouco mais sobre as cifras não recorrentes

    Como comentamos em nossa prévia de resultados, era esperado dois efeitos não recorrentes: (I) reversão do provisionamento dos prejuízos acumulados da Cnova, trazendo um impacto não caixa de R$ 804 milhões; e, (II) da segregação do Éxito, com uma somatória de -R$ 2,1 bilhões.O valor do impacto da segregação do Éxito foi +23% superior as novas estimativas, provocado, principalmente, pela forte desvalorização cambial do BRL/COP (peso colombiano vs. real brasileiro).As cifras do não recorrente, separadas, foram: (I) -R$ 1,36 bilhões do ajuste cambial; (II) -R$ 746 milhões da remensuração da parcela remanescente no montante líquido da baixa do investimento; (III) R$ 23 milhões de outros itens.

    Acesse o disclaimer.

    Leitura Dinâmica

    Recomendações

      Vale a pena conferir